SAÍDA - CONVENÇÕES E ORIENTAÇÕES

Para se jogar Bridge adequadamente com um parceiro é preciso ter também convenções claras de saída de modo que ambos os parceiros se entendam. Vamos neste texto discutir o assunto de saídas para examinar as convenções que mais usuais facilitando que uma dupla iniciante combine com seu parceiro suas convenções de saídas, algumas delas bem universais e por todos jogadas.

Regra1: com dubleton se ataca na maior.

                   Q104                          Num torneio de Bridge ocorreu a seguinte bolsa:
                   AKQJ                           Leilão
                   Q53                         SUL     OESTE   NORTE   ESTE
                   K32                          3       passo      5      passo   
 K2               N        A9876    passo    passo
 6542      O      E    1073          
 KJ1094      S         A652      A saída coube a OESTE, um novato no Bridge, que ainda não havia    
 104                       5              estudado as convenções de saída. Ele teve a inspiração de sair de 
                
 J53                          Espadas e colocou o 2 na mesa. NORTE serviu a Q, ESTE serviu o A
                  985                         e SUL serviu o 3. Na vaza2 ESTE jogou Espadas e OESTE fez K. 
                  -                              Na vaza3 OESTE jogou Ouros,  ESTE serviu o A e o Carteador cortou e  
                  AQJ9876                cumpriu o contrato de 5.
Evidente seu parceiro falou alto: - você não sabe ainda que com dubleton se ataca na carta maior?
E continuou: - como você quer cortar se dessa forma a mão fica com você?
OESTE, agora refeito do susto da bronca, percebeu que se tivesse jogado na vaza1 o K e depois de ter feito a vaza continuasse com Espadas para o A de seu parceiro e se este tivesse continuado na vaza3 com pequena Espadas ele teria cortado e o contrato não seria cumprido.

Regra2: com tripleton se ataca na menor

Num outra mesa do mesmo torneio, a mesma bolsa teve o mesmo Leilão, porém agora OESTE era um veterano no Bridge e acertou a saída de K. Na segunda vaza continuou Espadas para o Ás de seu parceiro, que era ainda um principiante. Na vaza2 SUL serviu o J e ESTE imediatamente iniciou a vaza3 batendo o Ás de Ouros para garantir o down, porém o Ás foi cortado e o contrato foi cumprido.

Agora foi ESTE que levou a bronca: - se eu saí de Rei e não tenho a Dama, pois ela está na mesa,  está claro que eu tenho dubleton de Espadas, pois se eu tivesse 3 cartas eu sairia de pequena Espadas. Essa minha saída é a mais sagrada saída de dubleton possível com essa mesa a vista!
ESTE meio chocado entendeu então que é preciso ter uma convenção de saída clara e que não tinha sentido ele querer achar que a queda da Valete de Espadas de SUL indicasse que que seu parceiro poderia ter saído de tripleton, porque existe uma convenção clara que de tripleton se sai na carta menor exatamente para se saber com certeza se o parceiro tem ou não dubleton. Na verdade, alguns campeões se arriscam em sair de Rei com Kxx, Kxxx, Kxxxx ou Kxxxxx para ver a mesa, mas isso quando o Leilão mostrou que a mesa deve ter seca! 

O Leilão foi:    SUL   OESTE   NORTE  ESTE
                          1    passo     1ST      2
                          2    passo    passo  passo
OESTE tem: K32 K32 KJ932 95   Qual deve ser a saída de OESTE?
        Resposta: 9
e se OESTE tivesse: K32 K32 KJ932 Q5   Qual deveria ser sua saída?
        Reposta: Q
e se OESTE tivesse: K32 K32 J9432 A5   Qual deveria ser sua saída?
        Resposta: A
e se OESTE tivesse: K32 K32 J932 1075 Qual deveria ser sua saída?
        Resposta: 5
e se OESTE tivesse: K32 K32 J932 J95   Qual deveria ser sua saída?
        Resposta: 5
e se OESTE tivesse: K32 K32 J932 Q95   Qual deveria ser sua saída?
        Resposta: 5
e se OESTE tivesse: K32 K32 J932 K95   Qual deveria ser sua saída?
        Resposta: 5
e se OESTE tivesse: K32 K32 J932 A95   Qual deveria ser sua saída?
        Resposta: A aqui não tem muito sentido sair de pequena, mas depois continue com o 9
e se OESTE tivesse: 432 432 J932 A952  Qual deveria ser sua saída?
        Resposta: A e depois se a mesa tiver dubleton ou tripleton continue com o 2

Situações de dúvidas, e se OESTE tivesse em Paus 109x, J10x, ou QJx como deve ele sair?
Vamos imaginar a situação do naipe de Paus:
diagrama1: proposta se o naipe de saída for do parceiro sair de pequena   
          J8x               aqui se a saída for de 10 ESTE irá assumir que OESTE tem dubleton
1093       AK7xx    e depois de bater AK irá continuar Paus para seu parceiro cortar, mas
          Qx                na saída de 3 haverá mudança para outro naipe após a queda da Dama,
                               ou até mesmo antes, tentando quebrar alguma entrada na mesa.

diagrama2: proposta se o naipe de saída não tenha sido mencionado então sair de 10.
          J8x               aqui se a saída for de 10 ESTE só entra de Dama se o Carteador servir o Valete
1093      Q7xx       da mesa, porém se a saída for de pequena e o Carteador servir o 8 então ESTE
          AK6              deve entrar de Dama na esperança que seu parceiro tenha o Rei.

diagrama3:
          Qxx               aqui se a saída for de 10 ESTE irá assumir dubleton e deixar correr evitando
1093       AJ7654  que o Carteador faça a Dama e depois o Rei, mas se a saída for o 3 ESTE pode   
          K                    entrar de Ás. 

Exceção da Regra 2:
com 3 cartas brancas se ataca na cartas do meio
MUD (Middle Up Down) : Quando se tem 3 cartas sem honra a saída tradicional foi por muito tempo sair na carta do meio e depois servir a maior. Hoje em dia usa-se mais sair na menor mesmo sem honra, o que muitos ainda não aceitam.
Vejamos exemplos:
- com 962 a saída MUD é o 6 e depois serve-se o 9;
- com 854 a saída MUD é o 5 e depois serve-se o 8;
- com 765 a saída MUD é o 6 e depois serve-se o 7.
Alguns jogadores ainda usam esse tipo de saída, porém atualmente cresce o número de jogadores que preferem com 3 cartas sair sempre na carta menor. Particularmente acredito que a saída MUD é ainda útil para diferenciar uma saída com ou sem honra, embora em alguns casos isso possa gerar ambiguidade.

Saída Natural ("standing carding"):
saída na 4a. carta quando tem honra: HxxX, HxxXx, HxxXxx
saída na cabeça de seqüência sem honra ("Top Of Nothing") 987x+, 87xx+, 76xx+
contra naipe:
saída de A com AKx+
saída de K com KQx+ ou AK segundo
saída de Q com QJx+
saída de J com J10x+ ou KJ10+ 
saída de 10 com K109+, Q109+, 109x+
contra ST:
saída de A com AKJ10x, AKJx+ pede contagem ou desbloque da Q 
saída de K com KQ10x+, KQ98 pede chamada se tiver o J ou A
saída de Q com QJ9x+
saída de J com J108x+ ou KJ10x+ 
saída de 10 com K109x+, Q109x+, 1097x+
com KQxx e QJxx saída é feita na 4a. carta
com AKxx ou AKxxx ou AKxxxx saída é feita na 4a. carta
saída na 4a. carta mesmo sem ter honra: xxxX, xxxXx, xxxXxx
saída Top Of Nothing: 98xx+, 87xx+, 76xx+ 

Saída Rusinow: Na década de 30 foi introduzida por Sydney Rusinow, que a usava com seus parceiros, porém como era original e única foi até proibida pela ACBL nos EUA, sendo somente sancionada para torneios em 1964, quando já era adotada por brigdistas europeus de renome como Walter Avareli e Giorgio Belladonna, que a incorporaram em seu sistema Romano de Leilão com o nome de Saída Romana.
A saída Rusinow consiste em sair na segunda carta do ranking de uma seqüência de honras. Ela é usada somente na primeira vaza na saída em contrato de naipe quando o parceiro não falou no Leilão. 
A saída Rusinow contra ST mostrou ser problemática, sendo pouco usada. 
Sua justificativa era que nos idos de 1930 muitos jogadores com AKxx saíam de K da mesma forma que com KQxx saíam também K. Isso gerava ambiguidade em situações como:
                 Morto                         Se o saidor tem KQx então Defensor2 deve servir o J para pedir que  
                  753                         o saidor continue com pequena para seu 10, porém se o Saidor tem
    Saidor              Defensor2     AKxx então Defensor2 deve servir o 2 para que o ataque seja         
       K                    J102         mudado e quando Defensor2 faça uma vaza ele possa jogar oJ. 
                                                      
Então para resolver essa ambiguidade surge a saída Rusinow, que padroniza a saída de AKxx com K; a saída de KQxx com Q; a saída de QJ10x com J. A exceção ocorre quando o saidor tem dubleton tipo KQ ou QJ. Após a saída de K com KQ seguida pela jogada de Q, ou a jogada de Q seguida pela jogada de J, informa o parceiro que o saidor tem dubleton.

Segue a lista completa de saídas Rusinow possíveis:
K com AKx, Q com KQx, J com QJx, 10 com  J109 ou J10x, 9 com 109x; Q com KQ109 ou /KQ10x, J com QJ9x, 10 com J108x; J com AQJ, 10 com AJ10, 10 com KJ10x, 9 com A109, 9 com K109x, 9 com Q109x; A com AK segundo, K com KQ segundo, Q com QJ segundo, J com J10 segundo, 10 com 109 segundo. Usadas somente contra contrato em naipe. Destacamos que com KQJx a saída é com Q, que informa o parceiro da posse do K, mas depois deve-se jogar o J.

Portanto jogando saída Rusinow uma saída de A mostra ausência de K (exceto se dubleton AK) e uma saída de K indica a presença do A, sendo mandatório que o parceiro sinalize interesse em continuar quando tem dubleton ou quando tem a Q.

Consideramos que esse tipo de saída deve ser usada mais por jogadores avançados e não por jogadores intermediários, pois isto requer um acordo sólido entre parceiros e deve constar do cartão de convenções ou ser alertada antes do início do Leilão quando se declara o sistema usado. Alguns antigos experts usavam a saída Rusinow em conjunto com a saída MUD, pois enquanto uma informa sobre honras a outra informa sobre ausência de honra.  

Saída Jornalística
veja primeiro o link aqui

Contra contrato em naipe: quando não se tem seqüências, ao invés de se sair na quarta maior carta, tal como é feita nas saídas ditas naturais, a saída journalista contra naipe é feita na terceira maior com 3 ou 4 cartas e na quinta maior com 5 ou 6 cartas. Porém não debaixo de Ás. No caso de ausência de honras superior ao 9 a saída deve ser feita na segunda carta maior (9Xxx, 9Xxxx).  

A lista completa das saídas jornalística contra contrato em naipe segue abaixo:
Saída na maior com: xx, xxx, xxxx, or xxxxx; saída de K from AKx, saída de Q from KQx, saída de J from QJx, saída de 10 com J109 ou J10x, saída de 9 com 109x, saída de 8 com 98x; saída de Q com KQ109 ou KQ10x, saída de J from QJ9x, saída de 10 com J108x; saída de J com AQJ, saída de 10 AJ10, saída de 10 com KJ10x, saída de 9 com A109, saída de 9 com K109x, saída de 9 com Q109x; terceiras e quintas com Hxx+ (incluindo o 10xx) e  HHx+, onde H é uma honra e HH são duas honras não em seqüência. 

Zero ou Duas Honras
A saída de J sempre nega honra superior e mostra seqüência do tipo J109x.
A saída de 10 ou 9 mostra que o Saidor pode não ter carta superior ou ter duas cartas superiores. 
Com isso a lista
contra naipe:
saída de Dama (Q) pode indicar:
Q, QJ, QJx, QJxx (nega QJ10 ou QJ9), AQJ;
saída de Valete (J) pode indicar:  J, J10, J109, J10x, J108x; 
saída de 10 pode indicar: 109x, 109,  KJ10x, AJ10; 
saída de   9 pode indicar: K109x, Q109x, KQ109, A109.

Saída Jornalística contra ST:
Saída de A com AKQ10 ou AKJ10 ou AKJx pede ao parceiro que jogue sua maior honra ou que dê a contagem de sua mão. 
Saída de Q com QJ, QJx, QJ10x, QJ9x, AQJx, KQ109 pede ao parceiro jogar o Valete.
Saída de K com AK, KQJx, KQ10x, KQx.
Saída de J com J10, J108x, J109x mostra o Valete como a mais alta carta neste naipe.
Saída de 10 inclui J10x ou J109x junto com A, K ou Q:  AJ10x, KJ10x, QJ10x;
Saída de 9 com 9xx, inclui 109x junto com A, K, Q: A109x, K109x, Q109x;
Saída de 8 com 98x, 98xx, 98xxx;
Saindo na sua segunda maior carta nega honra superior e esclarece defesa para o parceiro;
Saída de carta pequena indica presença de uma ou duas honras;
Maior carta com xx ou xxx;
carta pequena com xxxx ou xxxxx
carta pequena com Hxx e Hxxx (inclui 10xx ou 10xxx)
carta pequena com HHxx e HHxxx (honras não contiguas).

Conclusão: Estude com seu parceiro qual a convenção de saída que vão usar.

/ / /