CONSIDERAÇÕES SOBRE MARCAÇÃO DE NAIPE SEXTO FRACO

Supondo que os 40 pontos (HCP) do baralho estejam divididos nas cruzetas N-S e E-O na relação 17-18 contra 22-23, mesmo assim poder haver uma competição de leilão e a dupla com menor pontuação pode conseguir cartear fazendo bom negócio com:
       "
fit" de 07 cartas (4 a 3 ou 5 a 2 ou 6 a 1) em nível 1;
       "fit" de 08 cartas (4 a 4 ou 5 a 3 ou 6 a 2) em nível 2;
       "fit" de 09 cartas (6 a 3 ou 5 a 4 ou 7 a 2) em nível 3;
       "fit" de 10 cartas (6 a 4 ou 7 a 3 ou 5 a 5) em nível 4.

Fazer bom negócio significa que podemos perde 1 abaixo (down 1) não vulnerável (vul) quando eles só fazem um parcial, ou que podemos perder duas abaixo quando em mesma vulnerabilidade se eles fazem game, ou ainda que podemos perder 3 abaixo não vul quando eles tem game vul. Além disso, atrapalhar o leilão oponente, tirando espaço de comunicação, é uma estratégia de oposição.

São essas considerações que justificam o uso da abertura fraca com naipe sexto em nível 2, ou em naipe sétimo em nível 3 ou 4. O que se segue neste texto são orientações sobre a estratégia de uma dupla para usar com sucesso essa abertura fraca sem que isso se torne um desastre para a própria dupla por falta de clara convenção para mútuo entendimento.

É importante ressaltar que com a abertura fraca de 2S, ou 2H, ou 2D, a dupla adquire iniciativa e isso é uma vantagem competitiva muito significativa, além do que ter um naipe longo oferece poucos riscos de perda de muitas vazas, enquanto que, por outro lado, o leilão adversário que tem que se estruturar num espaço menor de leilão, podendo ter que cartear em nível 2 com 7 cartas ou em nível 3 com 8 cartas, o que é contra os pressupostos de "fit" adequado para ser usado num leilão competitivo.

Algumas duplas fazem uma pequena distinção entre uma abertura feita em primeira e segunda posição, quando o parceiro ainda não é passado, pois se o parceiro não é passado, ele pode ter muito jogo e portanto necessitar de uma confiante pesquisa pelo melhor contrato. Por outro lado, uma abertura feita em terceira posição, não requer uma disciplina tão rígida, pois sua finalidade é mais prejudicar o leilão adversário. O parceiro passado não deve se empolgar em competir em nível 3 com mão equilibrada e sim aguardar um possível "overbid" adversário, caso este tenha que cartear em nível 3 com 7 ou 8 cartas de "fit". Porém, se o parceiro não passou é problemático abrir de 2 fraco sem ter um padrão, que permita ao parceiro poder tomar uma decisão, mais apurada, no leilão.

Segue uma sugestão para as aberturas de 2 fraco, em primeira e segunda posição:

Requisitos: Ter naipe sexto com 6-10 pontos em cartas altas (HCP). Ter 2 honras altas no naipe ou ter naipe com boas cartas intermediárias (J108 ou 1098) encabeçado de Ás ou Rei. Ter no máximo uma honra lateral (A/K/Q). Não ter naipe rico lateral.

Existem várias duplas, que se permitem, em não obedecer esses critérios acima e para tal algumas jogam a convenção Ogust, onde o respondedor usa a voz de 2ST para perguntar ao abridor como é a sua mão, e este responde:
   3
C = tenho naipe ruim (1 honra) e mínimo (6-8 HCP);
   3
D = tenho naipe bom (2 honras altas) e mínimo;
   3
H = tenho naipe ruim e máximo (9-10 HCP);
   3
S = tenho naipe bom e máximo;
  3ST = tenho naipe fechado de AKQxxx,

Outras duplas não perguntam por máximo e mínimo e usam 2ST para perguntar a seca e 3 Paus para perguntar o lateral, porém isso requer um critério mais rígido no naipe fraco de abertura, que precisa ter sempre 2 honras altas (A/K/Q), senão os desacertos serão muitos!

No entanto as duplas que preferem obedecer ao requisito de abertura que enunciamos acima, usam da voz de 2ST para pergunta indiretamente máximo e mínimo e nesse caso o abridor remarca seu naipe estando no mínimo e marca a honra lateral somente estando no máximo. Igualmente marca 3ST com naipe fechado AKQxxx.

Note que este modo tem uma dupla vantagem pois torna o leilão mais competitivo, isto é, a abertura fraca fica mais flexível para ser usada para atrapalhar os adversários, e quando é o parceiro que tem jogo, permite que a marcação do máximo assegure duas honras no naipe além de mostrar o lateral, o que facilita ao respondedor uma melhor decisão. É assim que jogam a maioria dos americanos no OKBridge e nossa sugestão é que seja assim a estratégia de abertura de 2 fraco a ser usada.

Revisando: abre-se de 2 fraco, com 4 tipos de mão:

Vejamos exemplos e algumas recomendações: 
a) SKxx
HJ109743 Dx CKxx = não se abre de 2H pois o naipe não obedece aos 
requisitos e temos 2 honras laterais. Nunca se abre de 2 fraco com duas honras laterais.

b)
SKxx HK107643 Dx CJxx = o naipe de abertura está um pouco fraco e somente
  numa situação de vulnerabilidade favorável é que se justifica essa abertura de 2H, porém se o parceiro perguntar nosso lateral temos que negar a honra de Espadas e remarcamos o naipe de abertura para mostrar que temos o mínimo na abertura.

c)
SKxx HJ1097432 Dx Cxx = não se abre de 2H com naipe sétimo fraco mesmo
  com o parceiro passado, pois o parceiro tendo o Rei segundo pode fazer um ataque prejudicial a dupla.

d)
S Kxxx HK109742 Dx Cxx = com o parceiro não passado não se abre de 2H tendo um naipe rico lateral, porém em terceira posição com vulnerabilidade favorável isto já é permitido.

e)
Sxx HKJ109743 Dx CKxx = nunca se abre de 2 fraco com naipe sétimo, mas se
  parceiro for passado, vul contra não, pode ser uma abertura cogitável, com uma não como esta.

f)
SAKQ10x Hxx Dx C109xx = não se abre de 2 fraco com naipe quinto, mas com o
  parceiro estando passado, mesmo com igual vulnerabilidade, esta é uma excelente abertura de 2S em terceira posição, principalmente se o parceiro tiver dubleton e os adversários jogarem em nível 3.

g)
SAJx HA109754 Dxx Cxx = não há restrições em se abrir de 2 fraco com 2 ases, o
problema surge quando se joga RKC e o parceiro pergunta ases e pode assumir que você tem o Rei de trunfo, peça fundamental para um "petit slam". Desta forma esta mão tem que ser entendida como mínima exatamente pela ausência de 2 honras superiores no naipe de trunfo. Veja uma mão do respondedor que marca petit slam se você responder que tem máximo: Sx HQ86 DAxx CAKJ9xx

h) SAxx H10xx DKQJ9x Cxxx = em terceira posição essa é uma ótima abertura de 2D e  numa competição o jogador em terceira posição que não abriu pode escutar um leilão do tipo:
    leilão: passo    passo  passo   1ST
             passo     3ST     passo   passo
                passo
       ou : passo   passo   passo   1 rico
             passo   4 rico    passo    passo
                passo
e nos dois casos o parceiro errou o ataque enquanto que Ouros derrubava o contrato. Veja portanto a importância da iniciativa na indicação de saída.

i)SAKx HK109743 Dx C10xx = não se abre de 2 fraco com 2 honras laterais, como  a mão ao lado, mas se o parceiro é passado é cogitável abrir de 1© com 10 pontos e naipe sexto.

j)
S Kxx HAQ10974 Dx CJxx = abre-se de 2H pois o Jxx de Paus não é considerado
  honra lateral. Caso o parceiro marque 2ST para pesquisar a mão devemos marcar 3S indicando a honra lateral e o máximo.

k)
Sxxx HAKQ974 Dx Cxxx = abre-se de 2H e se o parceiro pesquisar em 2ST
  marcamos 3ST para indicar naipe fechado. Se o leilão prosseguir com um cue-bid de 4C devemos marcar a seca, se tivermos, pois não podemos ter mais nenhuma controle lateral, a não ser de seca ou chicana.

l)
Sxx HQJ7432 Dxx CKxx = não se abre de 2 fraco com esse naipe mesmo que o
parceiro seja passado. Se ele tiver o Ax ou Axx pode ser o ataque que entregue um contrato. A mão é muito fraca para abrir e competir, sugestão passe.

m)
SAKJ10xx Hxx Dx CJ109x = boa abertura para 2S mas após 2ST marcamos mão
  mínima em 3S.  O Respondedor precisa também ter critérios para competir. Segue uma lista deles:

Vejamos exemplos e algumas recomendações para o respondedor, assumindo que o parceiro abriu em primeira posição de 2H:

n)
SKxx HJ1097 Dxxx CKxx = marque 4H com vulnerabilidade favorável e 3H com igual vulnerabilidade.

o)
SKxxx HJ10x Dxx CKJxx = marque sempre 3H.

p) S
K10x H4 DAKJxx CQJ9x = passe e deixe os adversários jogarem sem dobre em 2S, mas em nível 3 aplique um dobre.

q)
SKxxxx HJ107 Dx CAQ10x = marque 2ST, se o abridor marcar lateral em naipe
preto a mão tem alta chance de game. Passe em 3H e se o abridor marcar lateral em Ouros encerre o leilão com 3H. Não dobre interferência de 2S, pois os oponentes tem "fit" em Ouros, marque 3H; se a interferência adversária for em 3D, ou arrisque 4H.

r)
SAQ10xx H103 Dx CKQ10xx = marque 2S pedindo abono, e passe se a resposta
for 3H, mínimo sem abono e marque game se for abonado em 3S. Se o Adversário competir em 3D, de um "sign-off" em 3H. Se eles forem a 4D passe.

s)
SAKQ109xx Hxx Dx CKJ9 = marque direto 4S

t) S
Kx Hx DAKQxxxx CQ10x = marque direto 3ST, pois qualquer pesquisa não
permite parar em 3 Ouros.

u)
S10x HQ98765 DKxxx Cx = marque 6H em igual vulnerabilidade e marque
4H vul contra não vul. Os adversários tem slam!

Nota: Num leilão competitivo, o dobre na interferência adversária é punitivo, pois a abertura de 2 fraca já definiu a mão do abridor, porém só deve ser usado quando o adversário não tiver naipe para onde escapar.

/// fim ///