FINESSE é usado no vocabulário do Bridge como um movimento para ganhar uma vaza.

Digamos que SUL seja o Carteador de um contrato de 7ST na seguinte situação:
NORTE
AK2          Ou seja, em Espadas as 3 vazas estão garantidas e em Ouros as 5 vazas também
AKJ           estão garantidas por N-S tem as cartas maiores nesses dois naipes.
65432      Porém em Copas falta a Dama que ganha do Valete, isto é, se jogarmos numa vaza
AQ            o A e na outra vaza o K, caso a Dama de Copas não esteja seca ou segunda, o
                     jogador em E-O irá esperar para jogar a Q quando N-S jogar o J para que E-O
SUL              ganhe a  vaza.
QJ2          Da mesma forma, no naipe de Paus falta o K e quando NORTE jogar o A, a não
987          ser que o K esteja seco, o jogador em E-O irá conservá-lo para servir o K quando 
AKQJ10   a Q for jogada, para então E-O fazer a vaza.
32

Como resolver essas duas situações de uma forma mais otimizada sabendo que a chance a priori da Dama de Copas estar seca é 0,96% e estar segunda é de  9,76%, o que totaliza 10,72% e que a chance do Rei de Paus estar seco é de 0,12%.

Resposta: No caso do naipe de Paus a solução consiste em, iniciando por SUL, jogar uma carta de Paus e se OESTE servir (jogar) o K então NORTE serve o A para N-S ganhar a vaza, porém se OESTE servir uma outra carta, diferente de Rei de Paus, então NORTE serve a Q. Caso ESTE tenha o K E-O irá ganhar a vaza, mas se o K ficou para trás nas cartas de OESTE a Q irá ganhar a vaza para N-S. Nesse caso dizemos que foi feita uma finesse de Rei contra o K em OESTE. A chance de sucesso dessa finesse é 50%, ou metade da chance de sucesso, pois o Rei de Paus pode estar com OESTE ou com ESTE.

No caso das Copas a idéia é a mesma. Saindo de SUL jogamos uma carta de Copas e se OESTE servir a Dama de Copas então jogamos o Rei de Copas para ganhar a vaza. Porém se OESTE jogar uma carta menor então servimos o J, que ganhará a vaza caso a Q tenha ficado entre as cartas de OESTE, e perderá a vaza se ESTE tiver a Q. Nesse caso falamos que foi feita uma finesse de Dama.

Na verdade a jogada das Copas pode ser otimizada contra uma pequena chance de Q seca na mão de ESTE (0,48%). Logo, antes de fazer a finesse de Copas devemos primeiro jogar o A e se não cair a Dama de Copas então aí fazemos o movimento da finesse na expectativa de que a Q esteja na mão de OESTE.

Evidentemente se a Dama de Copas estiver segunda na mão de ESTE poderíamos ganhar a vaza jogando o K, porém a chance da Dama de Copas segunda na mão de ESTE é da ordem de 5% enquanto que a finesse tem a chance de 50%.

Desta forma, no carteio de Bridge fazer finesse é um movimento corriqueiro e nas situações em que se tem um naipe com K2 na mesa e 43 na mão, o Carteador joga a carta da mão e se o Ás aparecer ele serve uma carta pequena, porém em caso contrário ele joga o Rei, portanto um outro tipo de finesse é jogar pela colocação favorável da honra superior.

Leia mais sobre Finesse em Análise de Finesse aqui.